Caso de Sucesso – Coca-Cola*

cocacola

O sabor da felicidade

Para comemorar a volta dos célebres ursos polares no começo de 2013, a Coca-Cola (França) lançou uma campanha por vários canais que integrou televisão, um vídeo produzido por Ridley Scott e o Facebook com foco principal nas vendas. O Facebook gerou o impressionante retorno sobre o investimento (ROI) de 2,74 vezes.

  • €2.74 gerados a cada €1 investido no Facebook
  • ROI 3,6 x superior ao da televisão
  • 18% de possíveis compradores on-line expostos à campanha do Facebook

 

 

A história

Tornar a preferência pela marca importante

A visão da Coca-Cola é simples: gerar conexões emocionais com os clientes, que resultam em vendas e na preferência pela marca. Assim, a marca decidiu trazer de volta os célebres ursos polares que resumem a atmosfera alegre e acolhedora que a Coca-Cola espera trazer às famílias durante o inverno.

 

Objetivo

Envolver os clientes

Para a Coca-Cola (França), o objetivo era fortalecer a identidade da marca fazendo com que as pessoas interagissem com o anúncio no Facebook. Isso, por sua vez, serviria para impulsionar o envolvimento com a campanha televisiva. O objetivo final era afetar diretamente as vendas nas lojas.

director coca

Como o Facebook reúne mais de três milhões de fãs da Coca-Cola na França, usá-lo como centro da estratégia da campanha foi a escolha natural. Com essa campanha, nós descobrimos que, além de servir para criar conversas, o Facebook tem recursos de direcionamento e unidades de anúncio envolventes que fazem dele um canal de vendas eficaz.

Manuel Berquet-Clignet, diretor de marketing, Coca-Cola França

A solução

Uma valiosa sinergia criativa

Como uma empresa ágil e inovadora, a Coca-Cola e a Starcom Mediavest, sua agência de mídia, desenvolveram uma estratégia de publicação em “novela” por todos os produtos de anúncio do Facebook durante dois meses (T1 2013). A Coca-Cola começou usando anúncios de publicação da Página para promover um vídeo produzido por Ridley Scott. Era um curta-metragem de seis minutos que acompanhava a família de ursos enquanto eles faziam uma jornada pela tundra ártica e aprendiam sobre liderança. O filme foi dividido em cenas de 30 segundos e veiculado durante o horário nobre da televisão. Depois, como parte da estratégia de marketing totalmente integrada que visava alcançar o máximo possível de clientes em potencial, a Coca-Cola escolheu usar um bloco de direcionamento do Facebook para alcançar o público-alvo durante um período de três dias. Por último, a Coca-Cola fez uma experiência de saída, mostrando uma publicação com um vídeo da Página que as pessoas podiam reproduzir quando saíam do Facebook no dia em que o anúncio da TV foi ao ar.

Sucesso

Resultados incríveis para a Coca-Cola

O Facebook conseguiu complementar a campanha televisiva da Coca-Cola (França) para levar a mensagem a um público maior, incentivar o envolvimento e conseguir resultados incríveis. De acordo com a pesquisa do Kantar Worldpanel, o Facebook gerou aumento nas vendas com ROI superior a todas as outras mídias:

  • 27% do aumento nas vendas de Coca-Cola foram gerados pelo Facebook, que usou apenas 2% do orçamento bruto para mídia
  • ROI de €2,74 a cada €1 investido no Facebook
  • Se ambos tivessem um alcance idêntico por residência, o Facebook geraria 2,3 vezes mais vendas do que a televisão
  • 35% do impacto da televisão e do Facebook se devem ao efeito sinergético entre as duas mídias. Isso quer dizer que o impacto real de usar a televisão e o Facebook juntos é 54% maior do que o esperado do impacto de cada mídia sozinha.
  • O Facebook foi eficaz ao direcionar a campanha para os grandes consumidores da categoria, afetando o volume de vendas em vez do volume de consumidores.

*artigo retirado e adaptado da página de Facebook Empresas

12 Dicas para empreendedores powered by City Consult

Empreendedorismo-digital-2

Abrir um negócio é sempre um grande desafio. Muitos empreendedores concentram-se apenas na ideia e esquecem-se do principal: elaborar um bom plano estratégico e financeiro.
Para ajudar a City Consult elaborou uma lista com 12 dicas para quem quer evitar os erros mais comuns ao abrir um negócio:

1. Partilhe a sua ideia.

Esta atitude, mesmo em um estágio inicial do negócio, pode tempo e muito dinheiro. Esqueça o medo de que alguém copiar o seu projeto e partilhe a sua ideia com outros empreendedores, principalmente com aqueles que já tiveram alguma experiência semelhante.

2. Valide o seu modelo de negócio.
A falta de planeamento é uma das principais causas de “mortalidade” das empresas. Os erros são comuns, mas o importante é que as falhas sejam encaradas como uma aprendizagem. O ideal é testar e validar seu negócio o mais rápidamente possível – e não ter medo de mudar completamente a estratégia caso seja preciso.

3. Conheça profundamente os seus clientes

Quanto mais conhecer o seu cliente, maior será a probabilidade de ter sucesso. Mas não basta apenas ter informações da dimensão do seu público-alvo e das suas preferências. Também é importante entender o comportamento, os hábitos e as rotinas de quem quer atingir. Com essas informações deve personalizar produtos ou serviços, conquistar os clientes e obter sucesso mais facilmente.

4. Fuja da informalidade

Empreendedores estão sempre tentados em começar o seu negócio de maneira informal. A intenção principal é fugir dos impostos. No entanto, sem a formalização, o seu negócio fica impedido de crescer.

5. Seja um bom gestor administrativo
Ter experiência no ramo de actuação é importante, mas não é tudo. Boa parte dos empreendedores iniciantes acredita que é possível gerir uma empresa com o conhecimento adquirido em uma graduação específica. Esta é uma postura inadequada. Sem conhecimento em administração/gestão, o empresário corre o risco de ver o negócio afundar.

6. Tenha uma vida financeira organizada

Muitos empreendedores vivem mergulhados numa completa desorganização financeira, algo terrível para os negócios. Para “sair do vermelho”, o primeiro passo é organizar o fluxo de caixa. Controlar os valores que entram e saem, inclusive com previsões futuras. Alguns softwares de gestão auxiliam o controlo financeiro, informando o que vende e o que deve entrar na sua caixa. Dessa forma o empresário terá total controlo da situação financeiro e pode planear o crescimento saudável do negócio.

7. Separe despesas pessoais e empresariais

Às vezes, devido a apertos financeiros ou pura desorganização, o empreendedor usa o dinheiro da empresa para pagar despesas pessoais – ou vice-versa. É um dos erros mais comuns entre os donos de pequenos negócios. O empreendedor deve fixar um valor mensal dos ganhos do negócio para retirar – valor tecnicamente chamado de pró-labore – e reinvistir o resto dos lucros na própria empresa, estimulando o seu crescimento.

8. Defina o valor do seu produto de maneira consciente

Empreendedores iniciantes também costumam errar muito na hora de definir a margem de lucro e fixar preços de produtos. É comum encontrar empresários que vendem muito, mas se queixam de não ver o dinheiro entrar. Isso acontece devido a maus cálculos. Saiba que há técnicas corretas para definir margens de lucro e preço de produtos e serviços. Se não as conhece, está na hora de rever as finanças da empresa.

9. Saber negociar

Cortar gastos e economizar ao máximo: o empreendedor que pensa assim vai longe. Uma estratégia importante para conseguir o melhor aproveitamento dos recursos é negociar com os fornecedores. Se você tiver um bom fluxo de caixa, vai conseguir fazer compras grandes com pagamento à vista, o que pode significar custos menores na hora de repor o stock e lucros mais altos no momento das vendas.

10. Gerir o stock
A gestão de stock também é um dos pontos fundamentais para o sucesso de um negócio, seja virtual ou físico. Todo empreendedor deve ter em mente que, se vender, precisa de entregar. Por este motivo, é importante saber exatamente a quantidade de cada item disponível. Caso trabalhe com mercadorias de curto prazo de validade, o controlo deve ser ainda mais rigoroso.

11. Adoptar estratégias de comunicação
Estratégias de comunicação devem ser adoptadas em qualquer negócio, seja ele grande ou pequena dimensão. Algumas medidas criativas podem ser adoptadas sem grandes custos. Uma newsletter para o e-mail dos seus clientes, informando sobre novidades e promoções, é uma forma relativamente barata de informá-los. As redes sociais não podem ser deixadas de lado.

12. Seja criativo
Não é preciso “reinventar a roda”. Mas soluções criativas e diferentes exclusivos são decisivos para levar uma empresa ao sucesso.

Testemunho CESAE

logotipo_cesae


Eng.º Henrique Fernandes, CESAE

“O relacionamento entre o CESAE e a Cityconsult tem sido um relacionamento simbiótico de parceria, em que a troca de serviços e a prolífica partilha de conhecimento e experiência se tem revelado um tónico para uma permanente renovação.

Tratando-se de uma parceria relativamente recente, pudemos no entanto já certificar-nos da competência, eficiência e da excelência dos serviços prestados pela Cityconsult, o que por sua vez nos tem permitido, a nós, CESAE, tornarmo-nos também melhores e mais eficientes na nossa atividade.

A Cityconsult revelou-se uma empresa extremamente profissional, fiável, com uma grande capacidade de adaptação e com pessoas de trato fácil e afável. Recomendamos vivamente uma visita ao seu website para verificarem a grande variedade de serviços que esta consultora possui. Poderá ser o começo de algo de muito bom para a vossa empresa e atividade.”

A Importância e as Vantagens da Consultoria

Consultor e cliente. Uma dupla que pode trazer excelentes resultados.

A consultoria representa inúmeras vantagens para o cliente, pois caracteriza-se sobretudo por exercer uma visão externa atuando na sua empresa, permitindo desta forma uma percepção mais crítica da realidade em relação aos envolvidos na rotina, que já estão acostumados e não percebem mais a existência e a ação de fatores indesejáveis que podem comprometer a normalidade e a confiabilidade dos processos, exercendo influências negativas nos resultados.

Os serviços de consultoria de um modo geral, podem ser avaliados como recursos eficazes e decisivos, se considerarmos a necessidade inquestionável e cada vez maior das empresas melhorarem o seu desempenho, a sua produtividade, as suas orientações táticas e estratégicas, e seus planos de ação, procurando sempre inovar e agregar mais valor aos seus produtos oferecidos ao mercado.

Por outro lado, nenhum empresário deve ter a ilusão de que, ao contratar uma consultoria externa, terá uma empresa, ou um processo de trabalho inteiramente novo, confiável e eficiente, sem contudo participar diretamente, empenhando-se e não medindo esforços no apoio ao desenvolvimento dos trabalhos previstos.

Destacamos que os trabalhos de consultoria somente apresentarão resultados se forem desenvolvidos em conjunto com o cliente, de forma coesa e transparente, evitando grandes surpresas na apresentação final do trabalho, caso contrário, será perceptível a postura de ausência e indiferença do cliente durante o desenvolvimento das etapas do trabalho, não vivenciando nem aprendendo o que deveria com o consultor.

Na atualidade, a competitividade e os diferenciais oferecidos pelas empresas são considerados como elementos chaves para o sucesso de qualquer negócio, enganando-se aqueles que pensam que a busca por mudanças e aperfeiçoamentos somente devem ser realizadas por grandes empresas, pois, entendemos que todas as organizações empresariais devem perseguir este objetivo independentemente do seu porte ou da sua atividade.

Todos os processos de consultoria em empresas devem cumprir algumas etapas fundamentais para a obtenção dos resultados esperados, iniciando-se pela escolha criteriosa da empresa especializada que prestará os serviços, a realização das entrevistas iniciais com o objetivo de definir claramente os rumos do trabalho e a projeção dos resultados, o levantamento de dados e informações, a elaboração das propostas técnica e comercial, e as reuniões finais para a formalização do negócio após a constatação que os interesses das partes foram claramente expostos e aceitos.

Outras vantagens a serem consideradas na contratação dos serviços de consultoria são a imparcialidade na análise dos problemas diagnosticados, neutralidade absoluta, experiência com os trabalhos realizados em outras organizações, atenção concentrada nas tarefas estratégicas, considerando que o consultor procura problemas, negocia soluções e alavanca as mudanças necessárias.

Ainda nesta etapa, é importante ressaltar que o núcleo essencial dos serviços reside na realização de diagnósticos técnicos e de gestão, no planeamento estratégico das mudanças e na implementação de ações que devem ser obrigatoriamente acordadas entre o responsável pela consultoria e o cliente.

Concluindo, destacamos 10 fatores divididos em vantagens e cuidados a serem considerados pelo cliente antes da contratação dos serviços de consultoria, e durante o seu andamento:

a) Reflita e analise bem os motivos que criam a necessidade de se contratar uma consultoria.

b) Tenha absoluta clareza dos seus objetivos com a consultoria para poder apresentar ao consultor, visando o direcionamento correto dos trabalhos.

c) Analise se o problema diagnosticado não pode ser solucionado a contento internamente.

d) Procure uma consultoria que tenha boas referências no mercado.

e) Pense bem na relação custo-benefício que a consultoria está propondo.

f) Somente decida pela contratação da consultoria se você estiver realmente disposto a trabalhar juntamente com o consultor no planeamento, nas decisões e na implementação e mobilização dos envolvidos.

g) Mantenha-se constantemente inteirado em relação ao desenvolvimento dos trabalhos, dos próximos passos do consultor, e se os objetivos estão gradativamente sendo alcançados.

h) Forneça todas as informações necessárias e seja absolutamente transparente com o consultor.

i) Reflita se você e os seus colaboradores estão realmente dispostos e preparados para as mudanças que eventualmente sejam propostas.

j) Após a conclusão dos trabalhos, continue aferindo e monitorizando os resultados das mudanças, e realizando as alterações de rumo sugeridas pelo consultor.

Retirado de RH Portal

7 passos para ter um Blog de Negócios de sucesso

7 passos para ter um Blog de Negócios de sucesso

Estão interessados em fazer um blog para o vosso negócio? Querem saber o que fazer para ter os melhores resultados?
Design e funcionalidade é o que mais devemos ter em conta quando criamos um blog de negócio.

#1 Escolher o melhor layout para o Blog

 

Os 3 layouts mais usados em blogs são:

  • Layout de 3 colunas ( 2 colunas laterais e 1 principal)
  • Layout de 2 colunas ( 1 coluna lateral e 1 principal)
  • Layout de 1 coluna (apenas com 1 principal para o conteúdo)

Há vantagens e desvantagens para a escolha de qualquer uma destas opções.

Se for um editor/gestor com muito conteúdo e que queira promover vários artigos, a opção de 3 colunas é a melhor.

Enquanto este layout pode distrair os leitores do artigo principal, pode também ajudar a promover os restantes conteúdos do blog/site. Deste modo vão ter muitos artigos relacionados para clicar e ler.

Uma opção de duas colunas (principal e lateral) não distrai tanto o leitor e ainda disponibiliza uma área para promover outros serviços, produtos ou artigos.

Mas se quiser que os leitores tenham 100% de atenção no seu conteúdo principal deve escolher o layout de uma coluna.

Mas claro, esta opção não dá margem de manobra para promover informação adicional (apenas no fim das próprias publicações).

O mais popular e mais usado é o layout de 2 colunas. É a chave para promover o conteúdo principal e ainda conseguir adicionar uma informação extra na coluna/barra lateral. A chave é adicionar informação extra sem tirar o foco à informação principal.

Por exemplo, se quer que os seus leitores queiram integrar a sua lista de e-mail, deve introduzir essa opção na barra lateral. Tal como deve integrar as redes sociais e links para artigos principais.

Nota Importante: (A não ser que seja um afiliado de marca ou um editor que gere lucros com publicidade) Não forneça links externos de modo a que os seus leitores abandonem o seu site/blog.

 

#2 Torne-o Mobile

Não interessa qual o layout que escolhe, apenas certifique-se que é mobile friendly. Deve ter a opção de se ajustar a dispositivos móveis de modo a caber no seu ecrã e facilitar a sua navegação.

Deve ser capaz de encontrar uma temática e uma plataforma que adapte o seu blog aos dispositivos móveis, como o StudioPress theme. Pode também usar plugins como WPtouch Mobile Plugin para blogs em WordPress, que dão a qualquer blog um formato acessível aos telemóveis.

#3 Adicionar Formulário para integrar lista e-mail

 

Se converter os seus leitores em subscritores do seu e-mail para promover os produtos e serviços da sua empresa, vai precisar de um formulário atraente.

Existem diversas maneiras de implementar estes formulários nos blogs, e muitas ferramentas. A GetResponse, por exemplo, tem a Form Builder que permite criar um formulário que combine com o design do seu blog e pode ser colocado em qualquer parte da sua página.

#4 Configurar campos de SEO

 

Se for WordPress, pode instalar plugins gratuitos como WordPress SEO, para criar campos chave para integrar todas as páginas do seu blog e optimizar a sua procurar nos motores de busca. Depois de instalado, adicionem o título SEO e a descrição meta com as palavras-chaves especificas.

Enquanto cria páginas e publicações, lembre-se de preencher no título SEO e descrição meta.

Depois use os campos para optimizar palavras-chaves específicas.

Uma táctica que ajuda o blog a ter uma visibilidade adicional quando se pesquisa pelas palavras-chaves nos motores de busca.

#5: Use Botões para Redes Sociais

Botões de partilha para redes sociais são fulcrais para a visibilidade do seu conteúdo.

Facilita o trabalho e partilha dos seus leitores, e isso interessa-lhe muito.

Se sentir confortável com editar o design do seu blog pode escolher e adicionar os botões oficiais das principais redes sociais – TwitterFacebookLinkedInPinterest .

Se preferir usar um plugin, tem imensas ferramentas para o efeito.  Shareaholic, trabalha com a maioria de plataformas de websites incluindo Bigcommerce, Blogger, Drupal, Joomla, Magento, Shopify, Squarespace, Tumblr, Typepad, Weebly, Wix e WordPress. Permite criar botões de partilha para mais de 80 redes sociais diferentes.

#6: Instale ferramenta para analisar conteúdo

É essencial analisar a performance do seu conteúdo com algumas ferramentas.

Comece com Google Analytics. Os Behavior reports (Relatórios de Comportamento) mostram-lhe todos os detalhes acerca do tráfego que o seu conteúdo gera.

De seguida, dê uso ao Google Webmaster Tools. Uma nova ferramenta de análise, cujos relatórios mostram os resultados com base no número de vezes que os conteúdos foram visualizados e clicados.

Pode usar também SumoMe’s Content Analytics, que mostrar quantos leitores viram a publicação na sua totalidade.

#7 Crie contas únicas para os utilizadores

Se tiver várias pessoas a “blogger” para o seu negócio, faça um conta para cada uma delas. Platforms como o WordPress permitem que cada autor fique com um arquivo e deixe no final de cada publicação uma mensagem personalizada.

Conclusão

Existem muitas formas de preparer um blog para um negócio. Estas dicas vão ajudar a criar um blog para atingir resultados especifico.

O que acha que é essencial para o seu blog?

Testemunho – IGEMACI

Facebook (post 3 - 4ª feira) testemunho - logo-igemaci

Engº Luis Matos, IGEMACI

“A CityConsult possui uma vasta experiência enquanto entidade consultora nas mais diversas áreas, disponibilizando serviços de consultoria de acordo com as especificidades de cada organização. Os serviços prestados pela CityConsult nas áreas de Secretariado, de Contabilidade e Jurídica permitiram à IGEMACI.SA manter o foco no seu trabalho na área da Engenharia, aumentando a produtividade e a qualidade.

A CityConsult fornece serviços de modo célere e eficiente, tendo-se verificado uma rápida adaptação à nossa empresa sem qualquer tipo de inconveniente.

Recorrer aos serviços da CityConsult permitiu-nos ganhar tempo e dinheiro. As vantagens financeiras nesta aposta permitiram-nos reduzir custos em salários de um contabilista e de um secretário a tempo inteiro.

Aconselho vivamente as outras empresas a apostarem na CityConsult para que possam dedicar-se exclusivamente à sua área de trabalho, melhorando assim a sua performance e resultados.”